No espaço estavas lá




Foi quando Me encontraste, mais uma vez,
pela terceira, e Te Re-conheci.
Mais fruto maduro, mais Tu e mais aqui.
Estava para te escrever,

mas não posso dizer aquilo que ainda não sei.
Do quanto mais longe foste, mais perto Me ficaste.
Não me esqueceste nem na neve depois da praia,

nem nas esperas,
nos entretantos e entre tantas, antes e depois.
E sempre sentiste.

Soubeste-O sempre.
Levaste-me para todo o lado.
Tu com tanta gente e sozinho,

e eu encontrada perdidamente
com a minha pressa de viver e não chegar a lado nenhum.
A pressa de descobrir O que já tinha enterrado.
A vida apressada é como a vida de um cão

que dá três voltas em conhecimento
para se sentar no mesmo sitio.
Mais sabido, mais sentido, mais consciente.
Saiba-se que até os cães pensam

mais que não seja a dormir.
E nesse encanto ficavas lá nas nuvens

como quem dá tudo por alguém,
como se de uma coisa eu me tratasse.
Sem expectativas,

com a convicção expectante de me ver chegar.
E é esse Valor que temos e ao qual
não atribuíamos significado nenhum,

que nos vai preenchendo,
que nos assola e sabemos que é ali.
No espaço estavas lá.

Soube então o que não era:
Se já te tinha, não precisava mais do que isso.

Assim Tu...certo, Imperfeito, simples.





3 comentários:

Anônimo disse...

pois agora e so uma questao de paciencia e vontade de mostrarmos querer e deixar o cao se sentar onde kiser,lol sempre estiveste la no meu pensamento e esperanssa por isso te encontrei de novo o que nao foi facil nem dificil foi precisamente prk estamos no mesmo sentido,em rumo ao futuro e talvez a jerusalem, kisssssssss adorote minha ginja

Sr.Nunes disse...

menina,menina..! gosto do novo tema do seu blog! =)

quanto à qualidade dos post's.. indiscutível! (sabes a minha opinião sobre isso há muito tempo.. acho eu! lol!)

cumprimentos e saudinha!

Hapi disse...

hello... hapi blogging... have a nice day! just visiting here....